Dilma: 'Todo bom programa foi acusado de eleitoreiro'

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, rebateu hoje críticas da oposição ao programa Minha Casa, Minha Vida, lançado hoje pelo governo federal, que prevê a construção de 1 milhão de casas populares. "Achamos que todos os bons programas do governo foram acusados de serem eleitoreiros. Este programa tem critérios e objetivos e tem espaço para todo mundo", disse a ministra, ao chegar ao centro cultura Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, sede provisória da Presidência da República.

LEONÊNCIO NOSSA, Agencia Estado

25 de março de 2009 | 16h25

Em rápida conversa com jornalistas, Dilma disse que a acusação de que o programa é eleitoreiro é uma repetição do que ocorreu nos lançamentos dos programas Bolsa Família, Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e Territórios da Cidadania. "Sempre que o governo faz um programa para beneficiar a população, tem esta reação", disse. O pacote lançado hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva custará R$ 34 bilhões. O programa vai construir 1 milhão de moradias para famílias com renda de até 10 salários mínimos.

Tudo o que sabemos sobre:
pacotehabitaçãoDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.