Dilma tem rápido encontro com Temer antes de embarcar para Nova York

Presidente se reuniu por cerca de meia hora com vice; anúncio da reforma ministerial deve ficar para a próxima semana

Isadora Peron e Vera Rosa, O Estado de S. Paulo)

24 de setembro de 2015 | 12h30

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff se reuniu por cerca de meia hora com o vice-presidente Michel Temer na manhã desta quinta-feira, 24. Nos últimos dias, a presidente tem feito uma série de concessões para contemplar o PMDB na reforma ministerial.

No desenho inicial, o partido teria direito a três pastas. Depois, cogitou-se cinco. Agora, a ideia é manter o número atual  de seis ministérios.

O novo desenho tem como objetivo não desagradar aos três principais grupos do PMDB: o de Teme e os dos presidentes do Senado, Renan Calheiros (AL), e da Câmara, Eduardo Cunha (RJ), oficialmente rompido com o governo desde julho.

Além de entregar o Ministério da Saúde para o PMDB, o partido também continuaria com as pastas de Minas e Energia, Agricultura, Turismo, Aviação Civil e Portos.

O grande impasse é realocar o atual ministro da Pesca, Helder Barbalho, já que a sua pasta vai virar uma secretaria do Ministério da Agricultura. A ideia é que ele assuma Portos, o que desagrada à bancada do PMDB na Câmara.

A expectativa é de que Dilma anuncie o novo rearranjo ministerial somente na próxima semana, após voltar de Nova York, onde participa da Assembleia-Geral das Nações Unidas.


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.