Dilma se reúne por 4 horas com ministros no Alvorada

Encontro ocorre um dia após Dilma se reunir com integrantes do PT do Congresso e pedir apoio para garantir a governabilidade

Erich Decat - O Estado de S. Paulo,

06 de julho de 2013 | 15h46

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff (PT) se reuniu com parte da equipe ministerial neste sábado, 6, no Palácio do Alvorada. O encontro durou cerca de quatro horas e contou com a presença dos ministros Aloizio Mercadante (Educação), Gleisi Hoffmann (Casa Civil), José Eduardo Cardozo (Justiça), Fernando Pimentel (Desenvolvimento Industrial) e o ex-ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social Franklin Martins. Não houve declarações de nenhum dos ministros tanto na entrada quanto na saída do Palácio.

O encontro ocorre um dia após Dilma se reunir com integrantes do PT do Congresso, ocasião em que ela pediu apoio para garantir a governabilidade. "Não pensem que eu estou acuada", disse a presidente, na sexta-feira, 5. "Vou para cima e vou disputar o nosso legado."

Na saída, o líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), afirmou que o Planalto vai trabalhar "para ver se dá tempo" de realizar plebiscito cujas sugestões possam ter impacto na disputa de 2014. Para entrar em vigor em 2014, uma reforma política teria de ser votada até 5 outubro, um ano antes do pleito.

"Há quem analise que o fato de o Tribunal Superior Eleitoral ter definido o prazo de 70 dias para organizar o plebiscito praticamente tira as chances de as mudanças valerem para 2014. Mas, para o governo, 'praticamente' não é 'totalmente'", afirmou Chinaglia. "Digo e repito: não dá tempo de fazer isso agora. Tenho a coragem de dizer a verdade", afirmou o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP).

Tudo o que sabemos sobre:
plebiscito reforma política

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.