Divulgação
Divulgação

Dilma se reúne com Lula em São Paulo

Conversa durou duas horas; na sexta, ex-presidente cobrou pela primeira vez em público uma postura mais clara da sucessora

Carla Araújo, Agência Estado

27 Abril 2015 | 16h07

São Paulo - A presidente Dilma Rousseff reuniu-se na tarde desta segunda-feira, 27, por cerca de duas horas com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Paulo. O encontro foi privado. 

A reunião acontece dois dias depois de o ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Carlos Lupi (PDT) afirmar que os petistas "roubaram demais" e que o PT "se esgotou". Lupi é presidente nacional do PDT, partido que participa do governo Dilma comandando o ministério do Trabalho e Emprego. 

Na sexta passada, Lula cobrou, pela primeira vez em público, que sua afilhada política diga o que pretende fazer neste segundo mandato. "Nós temos de dizer em alto e em bom som dentro do PT, para a companheira Dilma ouvir e para os nossos deputados e militantes ouvirem, nós precisamos começar a dizer o que nós vamos fazer neste segundo mandato, qual é a nossa política de desenvolvimento que nós vamos colocar em prática, qual é o tipo de indústria que nós vamos incentivar", disse Lula, na abertura do 3º Congresso das Direções Zonais do PT São Paulo na capital paulista. 


Dilma chegou à capital paulista pouco antes das 14 horas, após visitar a região de Xanxerê (SC), que foi atingida por um tornado na semana passada.Dilma deixou o hotel onde reuniu-se com Lula pouco antes das 16 horas. A presidente segue para Brasília, onde tem prevista para as 17h30 uma reunião de coordenação política. 

Antes de deixar Xanxerê, onde teve reuniões com autoridades e visitou vítimas de tornado, a própria presidente disse que iria fazer uma "parada" em São Paulo e depois retornar para Brasília.

Após a declaração da presidente, sua agenda oficial foi alterada para a inclusão da passagem por São Paulo. No entanto, não foi citada a reunião com o ex-presidente e na agenda consta apenas a chegada em São Paulo às 13h50 e depois a reunião de coordenação política, às 17h30.


Mais conteúdo sobre:
dilma roussefflulaxanxerê

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.