Dilma se reúne com chefe de Estado do Catar

À caminho do G-20, na Austrália, comitiva presidencial faz parada técnica no país

Pedro Venceslau, enviado especial, O Estado de S. Paulo

12 de novembro de 2014 | 08h00

A presidente Dilma Rousseff aproveitará uma parada técnica no Catar no caminho para Austrália, onde participará do encontro do G-20, para um encontro na manhã desta quarta-feira, 12, com emir do Catar, xeque Tamim bin Hamad Al Thani.

Ela também visitará o Museu se Arte Islâmica de Doha antes de seguir viagem. A primeira opção de parada técnica da comitiva presidencial era o Japão, mas o Palácio do Planalto decidiu pelo Catar em cima da hora. Ela também visitou a Qatar Foudation, organização sem fins lucrativos de incentivo à pesquisa, à educação e à ciência.

A presidente chegou nessa terça ao Catar, acompanhada da filha, Paula, do ministro das Relações Exteriores, Luis Alberto Figueiredo, e do assessor especial Marco Aurélio Garcia, além de uma comitiva técnica de 20 pessoas. Ela aproveitou o dia para descansar.

À convite do país, Dilma ficará em um hotel de luxo, numa suíte de 720 m², com serviço de mordomo e diária que chega a R$ 30 mil - tudo pago pelo emirado. O local tem dois andares, três quartos, três banheiros, sala de jantar com 10 lugares e salas de estar com janelas voltadas para o Golfo Pérsico.

Dilma decola para a Austrália às 18h (13h em Brasília).

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffCatar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.