Dilma se opõe a Serra e defende um professor por sala

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou que, em vez de dois professores em uma sala de aula, conforme propõe seu concorrente José Serra (PSDB), ela prefere classes com um professor bem pago e aparelhado. Sua afirmação foi feita durante discurso nesta quinta-feira, em Bauru, no interior de São Paulo.

JAIR ACEITUNO, Agência Estado

08 Julho 2010 | 16h45

A petista também disse que tem uma expectativa de desoneração fiscal e de crescimento de 3 a 4% ao ano durante o próximo quadriênio, além de permanente redução da dívida pública. Dilma defendeu ainda a manutenção das empresas governamentais com capital aberto, mas sob administração pública como já ocorre com a Petrobrás. "Podemos fortalecer todas essas empresas abrindo seu capital e vendendo ações, mas mantendo pública a sua administração".

A candidata falou durante um almoço para correligionários de Bauru e região. Em seguida, Dilma havia se planejado para caminhar pelo calçadão. A concentração será na Praça Rui Barbosa no centro da cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.