Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Dilma se encontra com Temer e sinaliza que pode dar mais ministérios ao PMDB

Para superar o impasse com o principal partido da base aliada, a presidente sinalizou que estaria disposta a dar sete ministérios à sigla

Vera Rosa e Isadora Peron, Ó Estado de S. Paulo

29 de setembro de 2015 | 13h30

Brasília - Menos de 12 horas depois de desembarcar em Brasília, a presidente Dilma Rousseff já teve um primeiro encontro com vice Michel Temer na manhã desta terça-feira, 29. Os dois tiveram uma rápida reunião no Palácio do Planalto para conversar sobre a reforma ministerial. 

Para superar o impasse com o PMDB, a presidente sinalizou que estaria disposta a dar sete ministérios à sigla. Até agora, ela trabalhava com o número de seis pastas. Assim, ficaria mais fácil atender a demanda dos deputados peemedebistas, que exigem comandar dois ministérios, além da bancada do partido no Senado e do grupo do vice.

 

No encontro, Dilma garantiu a Temer que quer prestigiar todas as alas do PMDB na reforma e disse que foi aconselhada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros aliados a ampliar o espaço da sigla no governo.

Segundo auxiliares de Temer, ele saiu convencido de que a presidente está disposta a resolver o problema com o PMDB e a contemplar todo o partido na reforma ministerial.

 

Os dois devem voltar a conversar ainda nesta terça. Lula também é esperado em Brasília na quarta-feira para discutir os últimos detalhes das mudanças. A expectativa é que o anúncio da nova configuração da Esplanada dos Ministérios aconteça na quinta-feira, após o Congresso analisar os vetos presidenciais na quarta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.