Dilma se diz injustiçada no caso sobre suposto dossiê

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, voltou a dizer que considera uma "falsidade, uma ignomínia" a história sobre o suposto dossiê que estaria sendo feito contra o pré-candidato tucano, José Serra, a mando do comando de campanha da petista. "Estou sendo claramente injustiçada. Estou disposta a fazer um debate de alto nível e não ficar respondendo esse tipo de acusação infundada", disse Dilma, ao chegar hoje na 2ª Plenária Nacional da Federação Única dos Petroleiros (FUP).

EUGÊNIA LOPES, Agência Estado

04 de junho de 2010 | 15h46

Sobre as acusações feitas por Serra, de que ela seria a responsável pelo dossiê, a ex-ministra lembrou que o presidente do PT, José Eduardo Dutra, já tomou as providências cabíveis neste assunto. Ela disse ainda que lamenta tudo isso.

Dutra, também presente ao evento, afirmou que vai entrar, na próxima segunda-feira, com a interpelação na Justiça contra José Serra por causa das declarações sobre o suposto dossiê. A intenção era ingressar com a interpelação hoje, mas em São Paulo é feriado forense, o que adiou a ação para segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoDilmaSerradossiêfalsidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.