Dilma Rousseff é internada em São Paulo com diverticulite

Segundo boletim médico, seu quadro é estável e ministra deve ter alta nos próximos dias

27 Outubro 2007 | 20h40

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousself, deu entrada às 11 deste sábado, 27 de outubro, no Hospital Sírio-Libanês com quadro de diverticulite aguda. Segundo boletim médico, seu quadro é estável e ela deve ter alta nos próximos dias.  A diverticulite é uma inflamação no intestino e exige internação devido ao risco de comprometimento do órgão. Pelo menos por enquanto, a equipe médica descarta a necessidade de cirurgia. A inflamação está sendo combatida apenas com antibióticos.  O boletim é assinado pelo diretor clínico do hospital, Riad Younes.

Mais conteúdo sobre:
Dilma RousseffSírio Libânes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.