Dida Sampaio/ Estadão
Dida Sampaio/ Estadão

Dilma reconhece dificuldades em 2015 e fala em 'esperança renovada' para 2016

Em sua conta no Twitter, presidente lembrou dos Jogos Olímpicos que serão realizados no Rio de Janeiro

Carla Araújo, Daniel Carvalho, O Estado de S. Paulo

31 de dezembro de 2015 | 18h19

Depois de enfrentar um ano inteiro de crise política e econômica, a presidente Dilma Rousseff terminou 2015 reconhecendo dificuldades, mas se disse esperançosa para o novo ano. Sem citar o pedido de impeachment que terá que enfrentar em 2016, Dilma afirmou que o país "é maior do que interesses individuais e de grupos". "Sei que tivemos um ano difícil, mas estou otimista com 2016. Acredito na força do nosso povo e na agenda que traçamos para o Brasil", escreveu a presidente na tarde desta quinta-feira (31) em sua conta no microblog Twitter. "Desejo aos brasileiros e brasileiras um #Feliz2016, com esperança renovada de um Brasil justo, no caminho certo para um futuro melhor."

Dilma afirmou que a agenda do ano que vem será de reformas que irão "aprofundar a democracia e fortalecer as bases do crescimento sustentável". "Acredito na força do nosso povo e na agenda que traçamos para o Brasil", escreveu. "Devemos nos empenhar no essencial: um País forte para todos os brasileiros", afirmou.

Em sua mensagem final, a presidente lembrou ainda dos Jogos Olímpicos que serão realizados no Rio de Janeiro, em agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffCrise Política

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.