Dilma recebeu hoje telefonemas de Santos e de Bachelet

A presidente Dilma Rousseff recebeu hoje telefonemas do presidente da Colômbia, Juan Manoel Santos, e da subsecretaria-geral das Nações Unidas e diretora executiva da ONU Mulheres, Michelle Bachelet. Segundo o Blog do Planalto, o porta-voz da Presidência da República, Rodrigo Baena, informou que o presidente colombiano lembrou da realização, no último dia 5 de agosto, em Bogotá, do I Foro de Investimento Brasil-Colômbia, que contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de empresários dos dois países, e sugeriu a criação de um grupo bilateral com empresários do Brasil e Colômbia.

EQUIPE AE, Agência Estado

12 de agosto de 2011 | 19h59

Segundo relato do porta-voz, a presidente Dilma apoiou a criação de um grupo bilateral composto pelos setores público e privado. Na visão da presidente, da parte do governo, fariam parte os ministérios das Relações Exteriores e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Ao final do telefonema, o presidente Santos convidou Dilma para fazer uma visita oficial à Colômbia e a presidente aceitou e retribuiu o convite. As datas das viagens serão acertas posteriormente, segundo Baena.

Já Bachelet, que telefonou em seguida, pediu à presidente para remarcar para dezembro uma visita que tinha agendada ao Brasil nos dias 27 e 28 de setembro. O motivo do adiamento seria para coincidir com a data da Conferência Nacional de Política para Mulheres. De acordo com o porta-voz, a presidente Dilma se manifestou de acordo.

Tudo o que sabemos sobre:
telefonemaDilmaSantosBachelet

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.