Dilma recebe medalha da ordem do mérito militar

Depois de quatro anos de governo, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, recebeu nesta quinta-feira a medalha da ordem do mérito militar. Na verdade, a medalha recebida nesta quinta foi outorgada à ministra no final de 2005 para ser recebida em 19 de abril de 2006, em uma demonstração de ainda existia resistência à concessão da comenda, tradicionalmente, dada a todos os ministros de Estado. Ou seja, como ela era ministra das Minas e Energia desde janeiro de 2003, o mais natural era que tivesse sido homenageada já no primeiro, ou no máximo, no segundo ano de governo. O que não aconteceu. Na cerimônia, os militares da ativa faziam questão de dizer que não há restrições à ministra e lembravam, inclusive, que ela "tem ajudado muito" o Exército na liberação de recursos e atendimento das necessidades da Força, junto ao Ministério do Planejamento. Citavam por exemplo, que todos têm de evoluir e que não é hora de ficar remexendo no passado. Os militares continuam negando que existam arquivos da época do regime militar, mas há quem lembre que a ministra Dilma tem sido decisiva para que estes supostos documentos sobre os combates entre as Forças Armadas e os guerrilheiros das áreas rurais permaneçam fechados. Mas, alguns dos presentes reconheceram que a concessão da medalha foi uma verdadeira batalha. "Água mole em pedra dura tanto bate até que fura", comentou o oficial, para justificar à quebra da resistência à outorga da medalha. Dilma Rousseff participou da luta armada.

Agencia Estado,

19 Abril 2007 | 20h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.