Dilma recebe faixa e elogia Lula em discurso no Planalto

Depois de receber a faixa presidencial, no parlatório do Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff (PT) dedicou boa parte do seu segundo discurso, dirigido aos populares, a elogios ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que deixou o local emocionado.

ROSANA DE CASSIA E TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

01 de janeiro de 2011 | 17h36

Dilma declarou-se emocionada pelo encerramento do mandato "do maior líder popular que o País já teve" e de quem teve o privilegio de receber apoio e convivência. Segundo ela, a alegria da posse se mistura com a emoção da despedida de Lula. "Mas Lula está conosco. A distância de um cargo não significa nada para um homem de tamanha grandeza e generosidade" afirmou.

A presidente voltou a pedir a união de todos para o bem do País. E citando uma líder indiana que disse que não se pode trocar aperto de mãos com punhos fechados, declarou: "Pois eu digo que minhas mãos vão estar abertas e estendidas para todos, desde os nossos aliados de primeira hora até aqueles que não nos acompanharam no processo eleitoral. É com esse espírito de união que eu assumo o governo do meu país", afirmou. "Não peço que ninguém abdique de suas convicções. Buscarei o apoio, respeitarei a crítica", acrescentou.

O discurso foi praticamente um resumo do pronunciamento anterior, no Congresso Nacional, no qual Dilma promete dedicação e empenho na melhoria da educação, saúde e segurança, e, acima de tudo, no combate à miséria.

Após a transmissão da faixa, Dilma e Lula se encaminharam ao salão principal do Palácio do Planalto, onde cumprimentarem líderes estrangeiros que vieram para a posse. Lula aguarda o momento para descer a rampa do Planalto.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaposseelogiosLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.