Dilma recebe dados de plebiscito para reforma política

A presidente e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff, participa nesta segunda-feira, 13, de ato de campanha com representares do Movimento Sem Terra (MST) e 18 outros 18 segmentos sociais. Ela receberá o resultado de um "plebiscito popular", realizado pelos movimentos, propondo a realização de Assembleia Constituinte para realização da reforma política.

NIVALDO SOUZA, Estadão Conteúdo

13 de outubro de 2014 | 19h13

O palco montado em um hotel ao lado do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, reúne apoiadores petistas que pedem a instalação de uma Assembleia Constituinte para discutir os pontos da reforma, conforme afirmou o presidente do PT, Rui Falcão, ao chegar no ato.

A presidente do Movimento Consulta Popular, Paola Estrada, afirmou que a consulta coletou cerca de 7,754 mil votos favoráveis à Constituinte, aprovada por 97,5% das pessoas que votaram.

Segundo Paola, foram espalhadas 40 mil urnas pelo País, o que envolveu 100 mil militantes. Paola disse que a coleta dos movimentos foi realizada em razão da falta de disposição do Congresso Nacional de convocar a Constituinte. "Esse Congresso que está aí não representa a realidade da sociedade brasileira", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesdilma rousseffbrasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.