Dilma promete redução de juros e reforma tributária

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou hoje que vai reduzir as taxas de juros e promover uma reforma tributária, caso seja eleita. Em um discurso de mais de uma hora para uma plateia de empresários goianos, a petista disse que "vai fazer mais" do que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na área de educação profissionalizante e prometeu "desonerar integralmente" setores como o de energia elétrica, edificações, exportações e medicamentos.

EUGÊNIA LOPES, ENVIADA ESPECIAL, Agência Estado

02 de junho de 2010 | 20h02

"Acredito que os medicamentos em geral têm que ser desonerados", afirmou Dilma. No discurso na Casa da Indústria de Goiás, ela evitou responder às reclamações de empresários do Estado. O empresariado local criticou desde a "total insegurança jurídica no que se refere ao direto da propriedade" até à paralisação das obras do aeroporto de Goiânia e à falta de recursos para conclusão de obras em rodovias que cortam a região.

Dilma Rousseff terá dois palanques em Goiás. O governador Alcides Rodrigues (PP) lançou à sua sucessão Vanderlan Cardoso, do PR. Tanto o governador quanto o candidato do PR passaram todo o dia ao lado da petista.

Essa foi a primeira visita de Dilma como pré-candidata à Presidência a Goiânia. O Estado é considerado estratégico pela campanha do PT e pelo próprio presidente Lula.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.