Dilma pode chegar com fôlego ao 2º turno, diz analista

Dilma pode chegar com fôlego ao 2º turno, diz analista

A mostra de hoje indica Dilma com 38% das intenções de voto no primeiro turno, contra 36% da pesquisa anterior

ELIZABETH LOPES, Estadão Conteúdo

23 de setembro de 2014 | 19h10

A pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira, 23, mostra que a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, deverá chegar com mais fôlego para a disputa do segundo turno. A avaliação é de Marco Antônio Carvalho Teixeira, cientista político e professor do curso de Administração Pública da Fundação Getúlio Vargas.

"Um dado relevante da pesquisa é a avaliação de oscilação positiva de ótimo e bom do governo Dilma de 37% para 39%, mesmo na margem de erro, o importante é não cair", destaca. A mostra de hoje indica Dilma com 38% das intenções de voto no primeiro turno, contra 36% da pesquisa anterior, Marina Silva (PSB) com 29% contra 30% e Aécio Neves (PSDB) se mantendo em 19%.

Sobre a candidata do PSB, o cientista político avalia que mesmo oscilando um ponto para baixo, a pesquisa é positiva. "O tempo para o primeiro turno é muito curto, cerca de dez dias, então a estratégia de desconstrução da imagem de Marina já deve ter atingido seu efeito nas pesquisas."

Já com relação a Aécio Neves, Carvalho Teixeira acredita que dificilmente ela disputará o segundo turno, "porque se manteve nos 19% e sua candidatura não cresceu na velocidade que se imaginava". Ele destaca ainda que dez pontos porcentuais podem não parecer muita coisa numa eleição municipal, mas em um pleito nacional é uma diferença significativa, pois envolve eleitores de todo o País. "O cenário está se cristalizando", complementa.

A pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo entrevistou 3.010 eleitores entre 20 e 22 de setembro em 206 municípios de todo o País, com margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, em um nível de confiança estimado em 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça eleitoral com o número BR-00755/2014.

Tudo o que sabemos sobre:
ibopeeleiçõesFGV

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.