Dilma pede direito de resposta contra Weslian Roriz

Requerimento foi ajuizado por conta da reprodução de um trecho de uma missaem que o padre José Augusto pede aos fiéis que se mobilizem e não votem em Dilma

Marília Lopes, da Agência Estado

13 de outubro de 2010 | 16h25

SÃO PAULO - A candidata à Presidência da República Dilma Rousseff (PT) entrou com dois pedidos de direito de resposta contra a candidata ao governo do Distrito Federal Weslian Roriz (PSC). O requerimento enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi ajuizado por conta da reprodução de um trecho de uma missa, veiculado no programa eleitoral de Weslian na TV, em que o padre José Augusto pede aos fiéis que se mobilizem e não votem em Dilma, pois seu partido seria a favor do aborto.

Nos pedidos, os advogados da coligação da petista alegam que a opinião do sacerdote não tem nenhuma contextualização e foi exibida no horário eleitoral para "afirmar que o PT é a favor da interrupção de gestações indesejadas", e ressalta que a posição do PT em relação ao assunto é de "defesa da saúde das mulheres que diariamente se submetem à prática do aborto clandestino".

Os programas de Weslian Roriz questionados foram exibidos na televisão na noite desta segunda-feira e na tarde de ontem. Já no rádio, a transmissão ocorreu na manhã e na tarde de ontem. Os processos serão analisados pela ministra Nancy Andrighi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.