Epitacio Pessoa/AE
Epitacio Pessoa/AE

Dilma pede colaboração da Alemanha nos trabalhos da Comissão da Verdade

Presidente solicitou acesso de arquivos do país que podem ajudar a esclarecer casos de repressão na ditadura

Gustavo Porto e Ricardo Leopoldo, Agência Estado

13 de maio de 2013 | 15h21

SÃO PAULO - A presidente Dilma Rousseff fez nesta segunda-feira, 13, pronunciamento oficial após encontro com o presidente da Alemanha, Joachim Gauck, elogiando-o "por sua história de defesa pessoal e democracia em prol da Alemanha unificada" e revelou que pediu a ele "o acesso a eventuais arquivos na Alemanha que possam beneficiar os trabalhos da Comissão da Verdade" no Brasil. Dilma e Gauck participam da abertura do 31.º Encontro Econômico Brasil-Alemanha, em São Paulo.

Dilma lembrou que os laços entre os dois países transcendem o governo, que os encontros como o desta segunda-feira são os mais longevos e que a Alemanha é a maior parceira comercial do País na União Europeia (UE). "Reiterei ao presidente o interesse de aprofundar nossa parceria estratégica que existe desde 2002."

Ela afirmou ainda que é preciso ampliar o fluxo comercial recíproco entre os dois países, principalmente dos bens de maior valor. "É importante apoiar pequenas e médias empresas, fomentar joint ventures, um dos vetores da cooperação bilateral, elevar o fluxo entre nossos países e intensificar o comércio de valor agregado". Dilma afirmou ainda ter manifestado o interesse de parcerias entre a recém-criada Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e a instituição correspondente na Alemanha para a área de pesquisa e conhecimento.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffSão PauloAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.