Dilma participa de inauguração em Belo Horizonte

A Presidente da República, Dilma Rousseff, chegou há pouco à capital mineira para inaugurar o Centro de Controle Operacional de Tráfego. Ao lado do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), do ministro das Cidades, Gilberto Magalhães Occhi, e de outras autoridades, ela visitou os corredores do BRT (Bus Rapid Transit, em inglês) da cidade. O BRT de BH recebeu R$ 730,47 milhões, sendo R$ 382,30 milhões de financiamento federal por meio do Programa Pró-Transporte.

SUZANA INHESTA, Agência Estado

08 Junho 2014 | 13h01

O BRT Antônio Carlos/Pedro I tem 14,7 quilômetros de extensão, com 25 estações de transferência e dois terminais de integração. Ao longo da Avenida Antônio Carlos, o BRT está concluído e operando desde o final de maio. Já o trecho da Avenida Pedro I até o Terminal Vilarinho está em fase de conclusão. Com a obra pronta, a estimativa é que o BRT terá capacidade para transportar cerca de 400 mil passageiros/dia, com previsão de reduzir em 47% o tempo de viagem entre seus extremos.

Dilma já está no Centro de Controle de Operações de Tráfego da Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BH Trans), conhecendo o complexo, que recebeu investimento de R$ 31,6 milhões para obras de modernização, sendo R$ 30 milhões em financiamento público com juros subsidiados, acompanhada de cinegrafistas e fotógrafos e autoridades políticas. Daqui a pouco discursa ao público presente no evento.

O Centro fará o monitoramento, em tempo real, de vários serviços. As câmeras estão integradas aos órgãos municipais como Samu, guarda municipal, empresa de transporte público, defesa civil, limpeza urbana, entre outros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.