Dilma oscila de 38% para 39%, diz pesquisa CNI/Ibope

Pesquisa CNI/Ibope divulgada há pouco mostra leve queda nas intenções de voto para a reeleição da presidente Dilma Rousseff. Dilma tem 39%, ante 38% na pesquisa anterior, divulgada em 10 de junho pelo Ibope. A variação ocorreu dentro da margem de erro da pesquisa, mas aponta para um segundo turno nas eleições de outubro.

ANNE WARTH E RICARDO BRITO, Agência Estado

19 Junho 2014 | 10h32

O candidato do PSDB, Aécio Neves, também oscilou de 22% há uma semana para 21%. Já o pré-candidato do PSB, Eduardo Campos, que tinha 13% das intenções de voto, agora tem 10%. A pesquisa anterior divulgada pelo Ibope no dia 10 de junho foi contratada pela União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvesp).

No mesmo cenário, o pastor Everaldo (PSC) manteve os 3% das intenções de voto. Magno Malta (PR) tem 2% e José Maria (PSTU), 1%. Os demais candidatos com menos de 1 ponto porcentual chegam a 3% somados. Brancos e nulos são 13% e indecisos, 8%. No levantamento da semana passada, brancos e nulos somavam 13% e indecisos, 7%.

A pesquisa aponta para um segundo turno, porque as intenções de voto de todos os candidatos superaram somados a de Dilma sozinha. Eles tiveram 41% contra 39% da candidata à reeleição.

O levantamento foi realizado entre os dias 13 e 15 deste mês, com 2.002 pessoas em 142 municípios. O levantamento tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Mais conteúdo sobre:
eleições Ibope Dilma Aécio Campos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.