Dilma opta pelo recolhimento no réveillon na Bahia

Apesar da grande festa de réveillon montada para os moradores da Base Naval de Aratu, na Praia de Inema, em Salvador, com toldos perto do mar, sistemas de som e de iluminação especiais, a presidente Dilma Rousseff, que descansa no local com a família desde a segunda-feira, optou por passar a virada de ano reservadamente, apenas com os convidados, na casa do comando da base, onde está hospedada.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

01 de janeiro de 2012 | 18h34

Cumprindo a rotina adotada desde a chegada ao local, Dilma não quis aproveitar o dia ensolarado na praia, ficando longe das lentes de fotógrafos e cinegrafistas que aguardam uma aparição da presidente na faixa de areia - único ponto visível da base a partir do acesso mais próximo a civis, um píer da prefeitura instalado na praia vizinha de São Tomé de Paripe.

Enquanto a Praia de Inema, de acesso restrito aos militares, passou o dia praticamente deserta, a de São Tomé de Paripe, separada da primeira pelo muro que delimita a base naval, ficou lotada de moradores da região - uma área pobre da cidade, conhecida como Subúrbio Ferroviário.

Para facilitar a circulação no local, agentes da Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador), deslocados para o local, interditaram a entrada de veículos no acesso mais próximo à entrada da base, que sofreu com congestionamento de pedestres.

Mais conteúdo sobre:
Dilma RousseffréveillonBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.