Dilma: o Brasil desta Copa é diferente daquele de 1950

O Brasil que recebe esta Copa do Mundo de 2014 é muito diferente daquele País que, em 1950, recebeu sua primeira Copa, segundo afirmou a presidente Dilma Rousseff em pronunciamento em rede nacional de rádio e TV realizado nesta noite de terça-feira, 10. Dilma lembrou que hoje somos a sétima economia do planeta e líderes, no mundo, em diversos setores da produção industrial e do agronegócio.

SANDRA MANFRINI E AYR ALISKI, Agência Estado

10 Junho 2014 | 21h45

A presidente lembrou que o País passou há poucas décadas por uma ditadura, mas destacou que hoje tem uma "democracia jovem, dinâmica e pujante". "Desfrutamos da mais absoluta liberdade e convivemos com manifestações populares e reivindicações que nos ajudam a aperfeiçoar, cada vez mais, nossas instituições democráticas."

Ao final do pronunciamento, Dilma aproveitou para mandar um recado à seleção brasileira de futebol e à comissão técnica. "Debaixo da camisa verde-amarela, vocês materializam um poderoso patrimônio do povo brasileiro. A Seleção representa a nacionalidade. Está acima de governos, de partidos e de interesses de qualquer grupo." Por isso, disse a presidente, é preciso que um dos legados da Copa seja também a modernização da estrutura do futebol no País e das relações que regem o esporte.

"O povo brasileiro ama e confia em sua Seleção. Estamos todos juntos para o que der e vier", encerrou a presidente.

Mais conteúdo sobre:
dilma copa pronunciamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.