Dilma nomeia Pedro Dallari para Comissão da Verdade

Formado em Direito pela Universidade de São Paulo, Dallari obteve na mesma universidade os títulos de mestre e doutor

Tânia Monteiro , O Estado de S. Paulo

02 de setembro de 2013 | 20h49

A presidente Dilma Rousseff nomeou o jurista Pedro Dallari para integrar a Comissão Nacional da Verdade. A informação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 3. 

Formado em Direito pela Universidade de São Paulo, Pedro Bohomoletz de Abreu Dallari obteve na mesma universidade os títulos de mestre e doutor. Ele é ainda professor associado do Departamento de Direito Internacional e Comparado da Faculdade de Direito da USP, e vice-diretor do Instituto de Relações Internacionais e Coordenador do Centro Ibero-americano.

A comissão, formada em maio do ano passado vive seu momento mais turbulento. O grupo, além de receber críticas dos militares, agora tem sido alvo de ataques duros também de entidades de direitos humanos e de familiares de desaparecidos políticos.

As disputas internas entre os integrantes da comissão, a falta de foco nas circunstâncias das mortes e os métodos de apuração minaram a credibilidade da comissão, segundo as entidades do setor de direitos humanos.

O ex-procurador Cláudio Fonteles, por exemplo, abandonou o grupo, em uma disputada com Paulo Sérgio Pinheiro sobre os rumos da comissão hoje presidida por José Carlos Dias, ex-ministro da Justiça de Fernando Henrique.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.