Dilma nega que tenha criticado exilados políticos

Dilma nega que tenha criticado exilados políticos

'Grandes amigos meus, corajosos e valorosos, só tiveram uma saída na ditadura, se exilar. Querer dizer que eu os critiquei só pode ser má fé'

Agência Estado

12 de abril de 2010 | 19h17

A Assessoria de Imprensa da pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, negou, em nota à imprensa, que ela tenha feito referência, no discurso de sábado, 10, em São Bernardo do Campo (SP), a brasileiros que se exilaram no exterior durante a ditadura militar.  

 

Veja também:

Para analistas, Dilma tenta capitalizar resistência à ditadura

Frase de Dilma sobre exilados gera polêmica com adversários políticos

Radar Político: Leia a íntegra do discurso de Dilma Rousseff no ABC

Ouça na íntegra o discurso polêmico de Dilma

Ouça o discurso de Lula em São Bernardo na íntegra

 

De acordo com reportagens publicadas nesta segunda-feira, 12, Dilma teria dito que permaneceu no País no período da repressão e que os que se exilaram (como seu adversário, José Serra, do PSDB) teriam fugido.

 

Assista ao vídeo com o discurso de Dilma:

 

Leia a íntegra da nota divulgada nesta segunda:

 

NOTA À IMPRENSA

 

Dilma não foge da luta nem critica exilados

 

Ao discursar sábado, em encontro no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, a ex-ministra Dilma Rousseff, ao enumerar os princípios que norteiam sua conduta ética e política, disse, textualmente:

 

''Eu não fujo da situação quando ela fica difícil. Eu não tenho medo da luta. Eu posso apanhar, sofrer, ser maltratada, como já fui, mas eu estou sempre firme com as minhas convicções. Em cada época da minha vida eu fiz o que fiz porque acreditei no que fazia. Fiz com o coração, com a minha alma e minha paixão. Eu só mudei quando o Brasil mudou, mas eu nunca fugi da luta ou me submeti. E, sobretudo, nunca abandonei o barco.''

 

É, portanto, totalmente equivocada a interpretação, difundida hoje por vários veículos de comunicação, de que ela tenha feito qualquer referência a brasileiros que tiveram que se exilar do País durante a ditadura militar. Hoje pela manhã, Dilma mencionou o assunto em seu recém-criado Twitter: ''De onde tiraram que fugir da luta é se exilar? O exílio significou a diferença entre a vida e a morte para os exilados brasileiros. Grandes amigos meus, corajosos e valorosos, só tiveram uma saída na ditadura, se exilar. Querer dizer que eu os critiquei só pode ser má fé.''

 

O discurso a que se refere esta nota está disponível em vídeo no youtube.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoDilma Rousseffexiladosnota

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.