Dilma nega que escolheu Torres como ministro do STF

A presidente Dilma Rousseff reuniu-se, na noite desta quinta-feira, com o advogado tributarista Heleno Torres, no Palácio do Planalto. Segundo fontes do Supremo Tribunal Federal (STF) informaram ao Grupo Estado, Torres é o escolhido para substituir o ministro Carlos Ayres Britto, que deixou a Corte no fim do ano passado.

VERA ROSA, Agência Estado

05 Abril 2013 | 19h34

O Palácio do Planalto negou, oficialmente, que Dilma tenha tomado uma decisão sobre o assunto. O "vazamento" do encontro irritou a presidente. Até agora, o tributarista foi o único chamado para uma conversa reservada com Dilma. Os outros advogados que pleiteiam a vaga - Luiz Roberto Barroso, Eugênio Aragão e Humberto Ávila - não foram convocados por ela.

Mais conteúdo sobre:
DilmaHeleno TorresSTFatualiza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.