Dilma nega campanha em anúncio de plano de habitação

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, negou ter feito campanha antecipada, como denuncia a oposição, durante o lançamento ontem do Plano Nacional de Habitação, que recebeu o nome de "Minha Casa, Minha Vida". "Essa questão de a gente estar fazendo campanha com programa de habitação é sistematicamente repetida, mas se trata de programa de governo que a oposição teme que dê certo", disse a ministra, em entrevista na manhã de hoje no programa "Bom Dia Brasil", da TV Globo.

ROSANA DE CASSIA, Agencia Estado

26 de março de 2009 | 08h19

Ela citou o Bolsa Família, o Território da Cidadania e o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) como exemplos de programas de governo que a oposição considera eleitoreiros. "Essa questão (de candidatura à presidência) quem antecipa a agenda não somos nós. Eu concordo com o senador Jucá (líder do governo no Senado, Romero Jucá), que diz: se for eleitoreiro o que nós estamos fazendo para beneficiar a população e o Brasil crescer, então é eleitoreiro", afirmou. Para a ministra, a oposição deveria, ao invés de desqualificar o projeto de habitação, discutir o mérito e dar sugestão. "Eu não acho que a pauta da questão eleitoral de 2010 tenha que ser colocada agora"

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010Dilmaoposição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.