Ueslei Marcelino/AE
Ueslei Marcelino/AE

Dilma não faz uso de medicamento e já retirou cateter

Presidente já está refeita da pneumonia que contraiu recentemente, e não usa antibióticos há cinco dias

Tânia Monteiro, de O Estado de S.Paulo,

17 de maio de 2011 | 12h20

BRASÍLIA - Apesar de estar refeita da pneumonia que contraiu, a presidente Dilma Rousseff ainda apresenta tosse, sintoma que é considerado a fase final do ciclo da doença, com a expectoração vinda dos pulmões. Segundo informações da Presidência, Dilma está há cinco dias sem tomar antibiótico. O cateter, instalado para a aplicação do remédio, também já foi retirado. Ela não está fazendo uso de nenhum medicamento nem de nebulizador.

Mais cedo, Dilma afirmou que havia melhorado da pneumonia. "Estou na reta final. Não tenho mais a doença", disse aos jornalistas, enquanto aguardava a chegada do primeiro-ministro da Suécia, Fredrik Reinfeldt, no salão nobre do Palácio do Planalto, em Brasília.

Mais conteúdo sobre:
Dilma Rousseffsaúdepneumonia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.