Uarlen Valério/AFP
Uarlen Valério/AFP

Dilma não fala sobre troca na Petrobrás e destaca premiação

Em meio à crise, presidente preferiu destacar que a estatal ganhou o "Oscar" do petróleo

Ricardo Galhardo, Marcelo Portela e Ricardo Della Coleta, O Estado de S. Paulo

06 Fevereiro 2015 | 23h47

Em meio à crise da Petrobrás, a presidente Dilma Rousseff não comentou a troca do comando da estatal e preferiu destacar que a empresa ganhou, na terça-feira, um prêmio que equivale ao “Oscar” do petróleo.

“A Petrobrás ganhou o maior prêmio da área de petróleo, de uma organização internacional chamada OTC (Offshore Technology Conference)”, disse Dilma na festa de 35 anos do PT. O prêmio foi entregue um dia antes de Graça Foster, então presidente da estatal, e outros cinco diretores renunciarem.


Sobre a corrupção investigada na Lava Jato, Dilma afirmou que é preciso “apurar e punir”. “Temos que fazer isso sem diminuir a importância dela (da Petrobrás). Não podemos aceitar que alguns tentem colocar a Petrobrás como uma vergonha para o Brasil.”

O ex-presidente Lula disse que os governos do PT foram os que mais combateram malfeitos e criticou o PSDB. “A verdade - e isso não está nos jornais nem na TV - é que havia corrupção nos contratos que a Petrobrás assinou no tempo deles. E isso nunca foi investigado.”

Mais conteúdo sobre:
Política Petrobrás PT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.