Dilma não comenta vantagem em pesquisa e diz estudar um ministério para o empreendedorismo

Pesquisa atribuiu a candidata um total de 38% das intenções de voto. Serra ficou com 35%

Eliana Lima, de Salvador

16 Maio 2010 | 12h28

A pré-candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Roussef, evitou comentar na manhã deste domingo, 16, o resultado da pesquisa Vox Populi, que pela primeira vez deu a ela uma vantagem sobre o pré-candidato do PSDB,José Serra. A pesquisa atribuiu a ela 38% das intenções de voto e 35% a Serra.

 

Segundo a pré-candidata, "pesquisa é resultado de momento. Eu não comentei pesquisa antes. Não vou comentar agora.Eu acho que não podemos usar a pesquisa como avaliação de campanha, nem subir no salto alto por causa de pesquisa", completou.

 

Questionada sobre o anúncio do principal adversário, José Serra, em criar dois ministérios, ela respondeu que não pretende ampliar nem reduzir a atual estrutura do governo. Mas ressaltou que está estudando seriamente a possibilidade de criar o ministério do Empreendedorismo. "O estímulo de micro e pequenas empresas é uma grande preocupação do governo Lula".

 

Dilma está nesta manhã em Salvador participando do Congresso Estadual do PT que vai homologar a pré-candidatura do governador da Bahia, Jaques Wagner, à reeleição. E à tarde, ela estará de volta a São Paulo.

 

Mais conteúdo sobre:
Dilma Serra Eleições pesquisa Vox Populi

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.