Dilma não adianta como será veto à lei de imprensa

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, informou nesta terça-feira que o governo ainda avalia se vetará totalmente ou parcialmente o projeto aprovado no Congresso que aumenta de 11 para 23 as funções privativas de jornalistas. "Não posso adiantar se é veto total ou parcial", disse ela em entrevista no Palácio do Planalto. "O certo é que haverá vetos em algumas partes", completou. Dilma disse que o anúncio da decisão de Lula será feito "possivelmente" ainda hoje, ou no máximo até amanhã. O projeto divide o governo e setores da comunicação. O prazo para Lula sancionar ou vetar a proposta encerra nesta sexta-feira. A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) defende a sanção do projeto. A Associação Nacional dos Jornais (ANJ) é contra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.