Dilma não aceitará imposição de nomes pelo PT, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que não há hipótese de o PT impor um nome para a eventual substituição de Luiz Sérgio no comando da Secretaria de Relações Institucionais. "Quem não conhece a presidente Dilma Rousseff vai aprender uma coisa: jamais alguém a obrigará a fazer uma coisa que ela não queira fazer", afirmou, após encontro, na capital paulista, com o presidente eleito do Peru, Ollanta Humala.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

10 de junho de 2011 | 14h26

Lula afirmou que durante seus oito anos de governo seu partido nunca teve poder de decisão no Palácio do Planalto. "O PT não irá impor ministro para ela como nunca impôs para mim", ressaltou.

O ex-presidente classificou o impasse em torno da articulação política do atual governo como um problema menor. "Nenhum probleminha conjuntural vai atrapalhar o projeto estrutural da companheira Dilma neste País", garantiu. Na avaliação do petista, a presidente está no controle da situação. "A companheira Dilma é a senhora da situação".

Lula disse ainda que hoje, como ex-presidente, tem tido mais tempo para ler os jornais. E criticou a forma como são noticiados os bastidores e os supostos impasses dentro do governo federal. Para ele, a imprensa tem menosprezado a figura da presidente. "Dilma fará o mesmo sucesso que ela fez na Casa Civil porque ela sabe como fazer", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaLulaPTgoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.