Dilma marca encontro com ministros no sábado

Além de incrementar a agenda de viagens, com visita a pelo menos duas cidades toda semana, a presidente Dilma Rousseff está montando uma extensa agenda positiva, com intuito de traçar planos para garantir inauguração de obras durante o período eleitoral. Para isso, ela convocou uma reunião com 14 de seus 39 ministros na manhã deste sábado, 02, no Palácio do Planalto.

TANIA MONTEIRO, Agência Estado

01 de novembro de 2013 | 17h29

No encontro, a presidente deve cobrar dos ministros das áreas de infraestrutura e saúde o cumprimento de calendários de projetos, para que não sofram atrasos e possam ser lançados este ano e no ano que vem.A presidente não quer que haja problemas na concessão dos aeroportos de Confins e Galeão, e planeja outros anúncios que podem ser feitos, preparando munição para a campanha eleitoral de 2014.

A viagem que está sendo mais cuidadosamente desenhada por Dilma é para visitar as obras de transposição do Rio São Francisco, marcada para a segunda quinzena de novembro. A presidente pretende percorrer alguns trechos das obras, pelo menos nos Estados de Pernambuco e Ceará.

Com a visita, Dilma pretende responder às críticas de seus potenciais concorrentes em 2014, Aécio Neves, do PSDB, e Eduardo Campos, do PSB. Aécio Neves usou seu último programa do partido na TV para mostrar trechos onde as obras estão paradas. Eduardo Campos tem dito que é possível fazer mais e melhor. Dilma quer percorrer alguns locais para mostrar parte dos 6,5 mil trabalhadores em seus canteiros e mais de 1,8 mil equipamentos em atividade.

Em Pernambuco, terra do governador Eduardo Campos, quer mostrar obras que ela considera adiantadas dos projetos e, assim, alfinetar o concorrente. Dilma também pretende aproveitar para estocar a aliada dele, Marina Silva, destacando as preocupações que o governo teve com o meio ambiente durante as obras. As datas e as cidades a serem visitadas estão sendo acertadas, mas a presidente já teria definido que quer passar uma noite na região para mostrar sua interação com o Nordeste.

Mas o projeto de campanha deste ano não para por aí. Depois de ter participado ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da comemoração dos dez anos do Programa Bolsa Família, o governo quer mostrar mais. O governo tem ressaltado que tem muito a mostrar seja em obras de mobilidade urbana, seja na área de construção de plataformas de petróleo.

Na próxima semana, Dilma estará em São Paulo e no Rio Grande do Sul, exatamente para inaugurar obras desses dois projetos. Na quinta-feira, em Brasília, ela vai anunciar a migração das rádios AM para FM, uma reivindicação do setor, com a assinatura de decreto que permite que as emissoras AM mudem de faixa.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilmaministrosagenda positiva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.