Kevin Granja/REUTERS
Kevin Granja/REUTERS

Dilma leva susto após mureta de vidro quase cair sobre ela em Quito

Incidente aconteceu após jornalistas se debruçarem para falar com a presidente, que estava conversando com a colega do Chile, Michelle Bachelet

Vera Rosa, enviada especial, O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2016 | 18h28

QUITO - A presidente Dilma Rousseff levou um susto nesta quarta-feira, 27, quando uma mureta de vidro desabou e quase caiu sobre ela, na sede da União de Nações Sul Americanas (Unasul). Dilma estava conversando com a colega do Chile, Michelle Bachelet, e se aproximou da mureta para receber uma rosa vermelha, oferecida por uma repórter da Teleamazonas, canal do Equador conhecido por fazer oposição ao presidente Rafael Correa.

Os jornalistas brasileiros que estavam ali se debruçaram para falar com Dilma e o bloqueio veio abaixo. Ninguém se feriu. "Vocês se machucaram?", perguntou a presidente, logo depois. "Eu fiquei preocupada." Na passagem por Quito, onde participou da IV Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), Dilma estava descontraída.

Na terça-feira, depois do jantar com Correa, no Palácio de Carondelet, ela posou para fotos com ministros do Equador e até com o responsável pelo cardápio. Antes de chegar, porém, demonstrou irritação no voo. Motivo: a internet não funcionava e a presidente não podia acompanhar as notícias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.