Dilma lamenta morte do embaixador Ramiro Guerreiro

A presidente Dilma Rousseff distribuiu hoje nota oficial lamentando o falecimento do embaixador Ramiro Elysio Saraiva Guerreiro, que foi ministro das Relações Exteriores no governo Figueiredo. Segundo a nota, a presidente Dilma "recebeu com pesar" a notícia da morte de Saraiva Guerreiro, lembrando que ele também exerceu a função de negociador da dívida externa brasileira.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

19 de janeiro de 2011 | 20h11

"O embaixador Guerreiro foi exemplar defensor da diplomacia multilateral, das relações com os países do sul e dos fundamentos da política externa independente do Brasil", disse a presidente Dilma, ao transmitir suas condolências aos familiares e companheiros do ministro Guerreiro.

Tudo o que sabemos sobre:
morteembaixadorRamiro GuerreiroDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.