Dilma lamenta morte de Paulo Renato

Em nota de pesar, presidente diz que ex-ministro da Educação prestou relevantes serviços ao País

Adriana Fernandes, O Estado de S. Paulo

26 de junho de 2011 | 11h53

BRASÍLIA - O Palácio do Planalto divulgou nota de pesar da presidente Dilma Rousseff pelo falecimento do ex-ministro da Educação no governo Fernando Henrique Cardoso, Paulo Renato Souza. Na nota, a presidente afirma que Paulo Renato, ex-reitor da Unicamp e ex-vice presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), prestou relevantes serviços ao Brasil. "Neste momento de dor, quero transmitir meus sentimentos a seus familiares e amigos", diz o comunicado.

 

Paulo Renato tinha 65 anos e morreu no final da noite de ontem, vítima de enfarte fulminante. Ele passava o feriado prolongado de Corpus Christi ao lado de familiares em um hotel de São Roque, interior paulista, quando começou a se sentir mal.

 

O velório ocorre neste domingo, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). O enterro será na segunda-feira, 26, em São Paulo, para que as filhas de Paulo Renato - uma mora nos Estados Unidos e outra no México - possam estar presentes.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulo Renato Souza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.