Dilma 'jamais' permitirá volta da inflação, afirma Lula

Em Porto Alegre, ex-presidente diz que a economia não será afetada por um 'sobressalto ou outro' e defendeu gestão da petista

Elder Ogliari - O Estado de S. Paulo

13 Junho 2013 | 12h41

PORTO ALEGRE - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira, 13, que a presidente Dilma Rousseff "jamais vai permitir que volte a inflação". "Não é por um sobressalto ou outro na economia que a gente pode achar que o Brasil vai sair do caminho do crescimento e da distribuição de renda", disse ao chegar a Canoas para uma palestra no encerramento do Terceiro Fórum Mundial de Autoridades Locais de Periferia (Falp).

 

Nessa quarta, 12, em um discurso de tom veemente e endereçado à oposição, Dilma disse não haver "a menor hipótese" de descontrole da inflação ou das contras públicas. O recado foi dado dias depois de pesquisas de opinião registrarem queda de popularidade da presidente. A preocupação com a inflação foi apontada como uma das explicações para a redução dos índices de aprovação do governo federal.

 

Em defesa à sua sucessora, Lula afirmou que Dilma "é muito responsável". "Nesse País não se brinca com responsabilidade fiscal, não se gasta mais do que se ganha, esse País aprendeu a fazer bem isso e é isso que vai dar solidez necessária para que o Brasil tenha um futuro cada vez melhor e que daqui a alguns anos seja a quinta economia mundial", declarou.

 

Em 2014. Questionado por uma repórter se as boas perspectivas que ele traçou para a economia lhe animaria a voltar à Presidência, Lula respondeu apenas "não".

 

 

Mais conteúdo sobre:
inflação dilma lula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.