Dilma garante financiamento do BNDES a longo prazo

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, garantiu hoje à noite a cerca de 400 empresários reunidos pela Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) que o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) continuará financiando empreendimentos a longo prazo, caso seja eleita. "Uma das realizações da área industrial foi ter clareza de que tudo o que podia ser fabricado no País seria feito", disse. "Levarei às últimas consequências como o presidente Lula levou."

EVANDRO FADEL, Agência Estado

30 Julho 2010 | 22h58

Mas, segundo ela, isso não acontecerá se o crédito não for de longo prazo. "E quem dá esse crédito é o BNDES", acentuou, sob aplauso dos empresários. Dilma não perdeu oportunidade de criticar o governo anterior, em que, de acordo com ela, o máximo eram cinco anos. "Hoje emprestamos por 30 anos, com TJLP e não taxa de mercado." Dilma acentuou novamente que pretende fazer grandes investimentos no setor de educação, particularmente no ensino técnico.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que também participou do evento Encontro com os Presidenciáveis, e amanhã estará em comício no centro de Curitiba, reclamou do Congresso Nacional por não ter promovido a reforma tributária, apesar de ele e de o ministro da Fazenda, Guido Mantega, terem levado propostas. "Quando se trata de reforma tributária tem um inimigo oculto no Congresso Nacional", afirmou.

Mais conteúdo sobre:
eleiçãoCuritibaDilmaFiepBNDES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.