Dilma: Fui eleita e minha obrigação é cuidar do governo

A presidente Dilma Rousseff afirmou na tarde desta sexta-feira, 11, que sua prioridade é exercer o mandato e, por isso, não se preocupa com a eleição de 2014. "A mim o que tem de me interessar e é prioridade na minha vida é exercer (o mandato) sem nenhum adversativo, não pode ter mas, porém. Tenho de exercer isso 24 horas por dia e aí ninguém fica preocupado com as oscilações conjunturais que são naturais no processo eleitoral", disse Dilma, ao ser questionada sobre o cenário político de 2014 com a aliança entre o PSB, do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e a Rede, da ex-ministra Marina Silva.

RENAN CARREIRA E BEATRIZ BULLA, Agência Estado

11 de outubro de 2013 | 16h21

"Eu não tenho de pensar na próxima eleição", completou. "Eu respeito todas as pessoas que forem concorrer à Presidência da República. Como cidadãos brasileiros, têm absoluta legitimidade para pleitear isso", respondeu a presidente, que concedeu entrevista a rádios gaúchas nesta tarde. "Para mim, sou presidenta da República. Quando fui escolhida, eu ganhei um mandato, esse mandato tem quatro anos", lembrou.

Ela citou alguns compromissos e preocupações de sua agenda como presidente e afirmou que tem obrigação de cuidar do governo em tempo integral. "Eu fui eleita para isso. Eu tenho obrigação. A minha principal estratégia nos meus quatro anos é cuidar do meu governo", disse. "Eu tenho não só obrigação moral, mas política, ética, obrigação com meu povo." "Se eu ficar pensando na próxima eleição, eu acordo pensando na próxima eleição, almoço e janto pensando na próxima eleição, eu não governo", reiterou Dilma.

Lula

Questionada sobre o encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ontem, em Brasília e sobre o conteúdo da conversa entre os dois, Dilma respondeu que Lula esteve na capital federal para a 3ª Conferência Internacional da OIT e que os dois conversaram "sobre tudo". "A conversa com Lula é uma conversa muito simpática", disse. "Nós recebemos a 3ª Conferência Internacional da OIT pela erradicação do trabalho infantil e nós temos números fantásticos pra mostrar", disse. Dilma afirmou que "ele foi muito bem-recebido e nós conversamos sobre tudo", completou.

Mais tarde, Dilma participa de inauguração de uma creche em Novo Hamburgo e de entrega diplomas para 1,2 mil alunos do Programa Nacional de acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.