Dilma faz plástica e renova o visual para 2009

Operação é tratada com sigilo pelos médicos e por assessores do governo, mas confirmada por pessoas próximas

de O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2008 | 18h31

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, passou por uma cirurgia plástica, com intervenções nas regiões malar e mandibular, na Clínica Moinhos Plastic Center, em Porto Alegre, na tarde de sábado. Apesar de tratada com sigilo pelos médicos e por assessores do governo federal, a operação foi confirmada por pessoas próximas à ministra e à clínica. Moradores e porteiros de edifícios comerciais da Rua André Puente, onde a clínica está localizada, confirmaram a ocorrência de movimentação na tarde de sábado, mas não consideraram a entrada e saída de pessoas como anormal porque eventualmente há atendimento a pacientes fora do horário comercial. Recorrendo a normas éticas e ao direito que os pacientes têm ao sigilo, os médicos Renato Vieira, que teria atendido Dilma, e Sérgio Panizzon, dono da clínica, não quiseram falar sobre o assunto, nem para confirmar e nem para negar a cirurgia. A assessoria da Casa Civil também evitou o tema, alegando não abordar assuntos pessoais da ministra. Depois do procedimento, que durou cerca de três horas, Dilma foi para sua casa, em Porto Alegre. A recuperação será feita durante o período de férias da ministra, iniciado no sábado e previsto para seguir até 4 de janeiro. As mudanças no visual e na postura de Dilma aceleraram-se neste ano, quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou a tratá-la como candidata preferencial à sua sucessão. A ministra trocou os óculos por lentes de contato e apareceu de terno vermelho e batom no mesmo tom num recente encontro de prefeitos eleitos pelo PT, no qual fez um discurso mais político e menos técnico do que os de costume, afirmando que seu partido é uma força do bem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.