Dilma indica novo nome para OEA após rejeição a irmão de Patriota

Diplomata José Luiz Machado e Costa será apreciado pelo Senado

LUCI RIBEIRO, O Estado de S. Paulo

29 de maio de 2015 | 09h56

Brasília - Depois da rejeição do nome de Guilherme Patriota, irmão do ex-chanceler Antonio Patriota, à vaga de representante do Brasil na Organização dos Estados Americanos (OEA), a presidente Dilma Rousseff submeteu ao Senado Federal uma nova indicação ao posto. Trata-se do diplomata José Luiz Machado e Costa, cuja indicação está publicada em mensagem no Diário Oficial da União (DOU).

Guilherme Patriota teve o nome reprovado pelo Senado no último dia 19 - ele não obteve o número mínimo de 41 votos a seu favor. No Itamaraty, não há memória de um embaixador ter sido rejeitado no Senado. Desde 2011, o Brasil não tem um titular aprovado para o cargo na OEA, que segue ocupado interinamente.

A votação ocorreu no mesmo dia em que os senadores decidiram pela aprovação do advogado Luiz Edson Fachin para vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). O processo de análise do nome jurista na Casa foi tenso em razão dos recentes embates entre o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AP) e Dilma Rousseff. 

A edição desta sexta-feira, 29, do DOU ainda traz as indicações de Dilma para cargos de embaixadores do Brasil nos países de Moçambique (cumulativamente com Suazilândia e Madagascar), Iraque, Dinamarca e Lituânia, Espanha e Principado de Andorra, China e Mongólia, Honduras e Botsuana.

Tudo o que sabemos sobre:
OEAJosé Luiz Machado e Costa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.