Dilma faz homenagem a Lula pelas ações sociais

A presidente Dilma Rousseff prestou nesta quarta-feira mais uma homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com a participação de toda plateia presente a uma solenidade no Palácio do Planalto, que ao ouvir a referência ao nome de Lula ficou de pé para aplaudir e entoou o antigo slogan: "Olé, olé, olá, Lula, Lula". Durante cerimônia de entrega do Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), Dilma disse que "pessoas certas, nos lugares certos, na hora certa mudam os processos",e aproveitou o momento para homenagear o ex-presidente Lula pelas iniciativas pela redução da pobreza, desigualdades e pelo desenvolvimento do País.

SANDRA MANFRINI, Agência Estado

30 Maio 2012 | 13h12

"Tenho certeza que faço essa homenagem pelo desempenho de Lula em se comprometer no Brasil com a questão do desenvolvimento e da oportunidade para os mais pobres do País e seu comprometimento internacional com a luta pela erradicação da pobreza nas regiões pobres do nosso planeta, que ele conhecia bem porque são parecidas com as do Brasil", disse Dilma bastante emocionada.

O Prêmio ODM agraciou 20 organizações sociais e prefeituras que apresentaram as melhores práticas para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Dilma, em seu discurso, destacou que a iniciativa da premiação representa muito porque ela "reafirma a causa da justiça social que combate a exclusão na construção de um país sem pobreza".

Segundo a presidente, o Brasil caminha firmemente para o cumprimento das metas e objetivos do milênio. Ela disse que o País percebeu que o desenvolvimento e crescimento econômico que não respeitam o meio ambiente comprometem presente e futuro do País. "A soma de incluir, crescer e preservar resulta em crescimento qualitativamente melhor e quantitativamente maior", disse, lembrando que, ao longo da história, para muitos, o país podia ser rico e a população permanecer pobre. "Estamos mostrando na prática que isso é uma mentira", destacou.

Mais conteúdo sobre:
Dila premiação homenagem Lula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.