Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Dilma fará declaração à imprensa após votação do impeachment, por volta das 13h

Pronunciamento será realizado no Palácio da Alvorada; nesta segunda, 29, ela se defendeu pessoalmente no Senado

Vera Rosa e Luci Ribeiro, O Estado de S. Paulo

31 de agosto de 2016 | 10h04

BRASÍLIA - A presidente da República afastada, Dilma Rousseff, anunciou que fará declaração à imprensa após a decisão do Senado sobre o processo que pede seu afastamento definitivo do cargo nesta quarta-feira, 31. O pronunciamento de Dilma será realizado no Palácio da Alvorada e deve ocorrer por volta das 13 horas.

O início da votação do impeachment no Senado está marcado para logo mais, às 11 horas. Se pelo menos 54 entre os 81 senadores optarem pela condenação da presidente, Dilma terá o mandato cassado e ficará inelegível por oito anos. Com a saída de Dilma, o vice Michel Temer assume efetivamente a Presidência do Brasil, ainda hoje. Caso o número mínimo exigido de votos pelo impeachment não seja alcançado, Dilma retorna ao cargo.

No início da sessão, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que conduz o julgamento, vai ler um relatório que resume o processo e traz os argumentos da acusação e da defesa. Depois, quatro senadores poderão encaminhar a votação, dos quais dois favoráveis ao impeachment e dois contrários.

A votação será aberta, nominal e ocorrerá através do painel eletrônico. Os senadores favoráveis ao impedimento de Dilma devem votar "sim" e os senadores contrários, "não". O resultado final deverá ser conhecido no início da tarde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.