Reprodução
Reprodução

Dilma falará sobre 'golpe' em entrevista a imprensa internacional

Presidente dará depoimento a veículos de seis países diferentes

Isadora Peron, O Estado de S. Paulo

24 de março de 2016 | 10h01

Brasília - Com a imprensa internacional dividida em relação ao impeachment, a presidente Dilma Rousseff vai dar uma entrevista a jornais estrangeiros nesta quinta-feira, 24, para reforçar o discurso de que o que está acontecendo no País é um "golpe" contra a democracia.

A presidente falará à imprensa de seis países diferentes: Le Monde (França), The Guardian (Inglaterra), The New York Times (EUA), El País (Espanha), Página 12 (Argentina) e Die Zeit (Alemanha).

Alguns desses jornais já se manifestaram sobre a eventual saída de Dilma. No último domingo, o The Guardian chegou a sugerir a renúncia da presidente. Um editorial do The New York Times criticou a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil. 

Nesta semana,  a capa da edição para as Américas da revista britânica The Economist traz a foto de Dilma com o título "Hora de Partir" ("Time to Go").

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.