Andre Dusek/AE
Andre Dusek/AE

Dilma fala em monitoramento online de obras e avisa: 'vamos cobrar metas'

Presidente visitou canteiro de trecho dos trabalhos de transposição do Rio São Francisco em Pernambuco; objetivo da viagem é reverter paralisia de um dos principais empreendimentos do PAC

Angela Lacerda, correspondente de O Estado de S.Paulo

08 de fevereiro de 2012 | 16h15

FLORESTA - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira, 8, que o governo daqui para a frente vai monitorar todas as suas obras através de mecanismos online e mandou um recado para os consórcios: "agora nós vamos cobrar metas". A petista fez as declarações durante visita a um canteiro dos lotes 9 e 13 da transposição do Rio São Francisco, no município de Floresta, no sertão do Pernambuco, onde tem início o eixo leste da obra.

 

"Nós monitoramos através de mecanismos agora online. Queremos obras controladas. Não queremos saber que não deu certo no final do ano. Queremos saber, no processo, onde está havendo algum problema. Nós queremos saber antes, porque isto permitirá que a gente faça a nossa parte, resolva o que disser respeito ao governo e permitirá também que a gente cobre dos consórcios."

 

A transposição vem sendo alvo de denúncias por causa do abandono e deterioração de parte do serviço já realizado.

 

Dilma mandou um recado para os consórcios: "Nós não atrasamos pagamentos, escutamos os pleitos - aqueles que consideramos tecnicamente justificáveis, foram aceitos. Fizemos um processo de renegociação, que é quase uma engenharia, e a partir de agora nós vamos cobrar metas, resultados e resultados concretos".

 

A presidente afirmou que pretende "sistematicamente, a partir de agora, olhar detalhadamente os prazos. Teremos uma supervisão praticamente mensal". Dilma prometeu retornar ainda este ano para cobrar as metas. Ela reforçou que a transposição do São Francisco é uma obra prioritária para o governo federal e para o Brasil. De acordo com a presidente, não há justificativa para que os investimentos não deem resultados.

 

"Nós vamos tirar o investimento público do papel", afirmou. A presidente não aceitou falar sobre outro assunto que não fosse a transposição do São Francisco. "Se eu desviar disto, perco o sentido desta viagem, uma viagem exaustiva, de trabalho". Na quinta-feira, 9, Dilma vai visitar os municípios de Parnamirim, São José do Belmonte e Salgueiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.