Divulgação
Divulgação

Dilma evita responder sobre reajuste de combustível

A presidente Dilma Rousseff evitou comentar nesta terça-feira, 19, durante visita à hidrelétrica de Santo Antônio, em Rondônia, a possibilidade de um novo reajuste no preço dos combustíveis. "Tchau pra vocês. Na próxima (vez), te respondo", disse Dilma, dirigindo-se à repórter que a havia questionado.

RAFAEL MORAES MOURA, ENVIADO ESPECIAL, Estadão Conteúdo

19 de agosto de 2014 | 16h33

No dia 10 de agosto, em coletiva de imprensa no Palácio da Alvorada, a candidata à reeleição comentou o assunto. "Necessariamente em algum momento do futuro pode ser que tenha um aumento (dos combustíveis)", afirmou Dilma naquela ocasião.

A presidente destacou, naquela coletiva, que não estava confirmando ou negando um aumento, mas falando apenas sobre uma possibilidade, lembrando ainda aumentos anteriores. "Quero repetir que não estou dizendo se vai ou não ter aumento de preço de combustível", afirmou Dilma na semana passada.

Em Porto Velho, no entanto, a presidente evitou tratar do tema, encerrando a coletiva de imprensa para posar em fotos ao lado de operários que trabalham na hidrelétrica de Santo Antônio.

Mais conteúdo sobre:
eleiçõesDilmacombustível

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.