Dilma evita comentar frase de Lula sobre pré-candidatura

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, evitou comentar a declaração feita hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que voltou a lançar a pré-candidatura dela à Presidência da República. Em rápida entrevista realizada pouco depois de participar da solenidade de lançamento do 3º Programa Nacional dos Direitos Humanos, no Palácio do Itamaraty, onde Lula fez a declaração, a ministra disse: "Não vou falar disso, aqui."

GERUSA MARQUES, Agencia Estado

21 de dezembro de 2009 | 14h23

Durante a cerimônia, ao comentar o fato de que Dilma foi torturada por agentes do regime militar, disse: "Se alguém torturou a Dilma achando que a luta dela tinha acabado, hoje ela é uma possível candidata à Presidência da República." A ministra evitou comentar também a pesquisa DataFolha divulgada ontem que registrou crescimento nas intenções de voto no seu nome.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010Dilma RousseffLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.