Dilma está no caminho certo, diz Jorge Gerdau

O coordenador da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade do governo, o empresário Jorge Gerdau Johannpeter, disse hoje que a presidente Dilma Rousseff está "no caminho certo" ao promover uma "faxina" nos ministérios envolvidos em denúncias de corrupção. Ele entende que a população - que chamou de "maioria silenciosa" - deve se manifestar apoiando o "esforço de Dilma nesse seu trabalho".

ROSA COSTA, Agência Estado

18 de agosto de 2011 | 13h45

"A presidente está conseguindo ter a opinião pública a seu favor e isso é muito importante", alegou. "No meu entender, ela está conduzindo o processo com habilidade", completou. O empresário elogiou o procedimento da presidente, de deixar "os processos maturarem em função das próprias ações", antes de substituir os gestores suspeitos de envolvimento nos esquemas de desvio de recursos públicos. Gerdau reconheceu que se trata de uma iniciativa difícil porque atinge a sua base de apoio no Congresso. "É um tema tremendamente complexo, porque interfere nas estruturas políticas históricas", lembrou.

"Mas como a responsabilidade é da presidente, ela tem de conduzir, reduzir ou limpar os processos incorretos e respeitar os trabalhos do Tribunal de Contas da União (TCU) que exigem medidas (do governo), pois é para isso que existem esses mecanismos", acrescentou. Jorge Gerdau falou após se encontrar com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Segundo ele, foi uma visita de cortesia para falar de seu trabalho em prol da competitividade da indústria brasileira.

Jorge Gerdau Johannpeter disse que os empresários também aprovam a "faxina" que está sendo feita pela presidente Dilma. Citou como prova o apoio que ela tem hoje no meio empresarial em São Paulo. "É um tema complexo esse tipo de gestão, é difícil. Mas eu acho que a presidente está no caminho certo. É um processo lento. Outros países já passaram por situações semelhantes e nós temos de dar apoio para que ela conduza esses processos com firmeza e segurança", defendeu.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffJorge Gerdaufaxina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.