Dilma enfrenta protesto de universitários em SP

A presidente Dilma Roussef enfrenta, durante inauguração de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em São Bernardo do Campo (SP), protesto de estudantes da Universidade Federal do ABC, UFABC, uma das universidades federais que estão em greve desde o dia 17 de maio. Entoando palavras de ordem, como: "Dilma a culpa é sua, a minha aula é na rua", os manifestantes reivindicam por volta das 13 horas desta quinta-feira que o governo abra negociações para resolver o imbróglio.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

05 de julho de 2012 | 13h35

Acompanham a presidente Dilma no evento o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ex-primeira dama Marisa Letícia, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, e o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, dentre outros. A Unidade de Pronta Atendimento (UPA) que Dilma inaugura é no bairro Alves Dias. Além da inauguração no ABC paulista, Dilma inaugura simultaneamente UPAs em Porto Seguro (BA) e no Distrito Federal.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilmaprotestoeducação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.