Dilma enaltece 'convivência madura' entre os 3 Poderes

Em coquetel de confraternização com ministros, deputados, senadores e representantes do Judiciário, a presidente Dilma Rousseff destacou, na noite desta segunda-feira, 12, a "convivência madura" entre os três Poderes. Diante do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, alvo de severas críticas do PT, após ter condenado antigos dirigentes do partido no processo do mensalão, Dilma disse que a relação com o Judiciário foi "pacífica" e "harmoniosa". "Este ano revela mais uma vez, o amadurecimento da nossa jovem democracia", afirmou a presidente, segundo relato de dois ministros presentes ao encontro e ouvidos pelo Estado.

TÂNIA MONTEIRO E VERA ROSA, Agência Estado

16 Dezembro 2013 | 22h49

Candidata à reeleição, Dilma disse ainda que 2014 será "um ano importante" para a "consolidação das conquistas do governo". A presidente citou as dificuldades enfrentadas pelo País este ano, em decorrência da crise internacional, mas ressalvou que apesar de o ano ter sido "difícil", estamos chegando "bem" ao final dele. Dilma fez questão ainda de agradecer a colaboração do Congresso, que considerou fundamental para ajudar a enfrentar a crise. Para descontrair, a presidente Dilma anunciou que o Brasil vai ganhar a Copa do Mundo de futebol em 2014 e todos comemoraram.

O coquetel foi considerado "leve" e "descontraído" por alguns dos presentes. O encontro de Dilma e o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, que estava sendo aguardado com expectativa, também foi classificado como "extremamente cordial". Na quinta-feira da passada, dia 12, a própria presidente Dilma já havia feito um gesto de aproximação e simpatia a Barbosa, ao dar a volta à mesa e se aproximar dele, no almoço em homenagem ao presidente da França, Francois Hollande, para brindar com ele a visita do francês ao Brasil.

Barbosa tem sido muito criticado por petistas e o presidente do STF foi alvo de toda sorte de acusações pelos integrantes do partido, no encontro do PT de quinta à noite, onde Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estavam presentes e discursaram. Além de Joaquim Barbosa estavam, presentes os ministros do STF Teori Zavascki, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Ricardo Levandowiski e Roberto Barroso.

Dilma circulou entre todos os convidados enquanto eram servidos quitutes que incluíam mini risotos de camarão e bacalhau, salgadinhos, queijos e salame. Em alguns momentos, a presidente chegou a conversar com alguns ministros, aproveitando para cobrar ações de governo. Além dos ministros de Dilma estavam presentes o vice-presidente Michel Temer, os presidentes da Câmara e do Senado, e o ex-presidente José Sarney.

Mais conteúdo sobre:
Dilma confraternização

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.