Dilma e Serra discutem política econômica

O quarto e penúltimo bloco do debate dos candidatos à Presidência da República na TV Bandeirantes foi marcado pelo confronto direto entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB). A petista e o tucano divergiram sobre a área econômica, loteamento de cargos em empresas estatais e privatização.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

06 de agosto de 2010 | 00h41

Dilma foi questionada sobre a alta carga tributária e a política de juros. "Acredito que no final de 2014 nós chegaremos a uma relação de dívida líquida/PIB de 30%. Sou contra qualquer tentativa de querer baixar os juros de forma artificial. No que se refere a impostos, eu defendo uma reforma tributária".

Ao comentar a resposta da petista, Serra lembrou que o País continua tendo a maior taxa de juros real do mundo. Se eleito, o tucano disse que vai criar uma Nota Fiscal Brasileira, nos moldes da Nota Fiscal Paulista. "Todo mundo sabe em São Paulo que funcionou muito bem", disse.

O clima entre os candidatos "esquentou" quando foram perguntados sobre como tratarão o patrimônio público caso sejam eleitos. Serra aproveitou a questão para acusar o atual governo de lotear cargos públicos em estatais, prática que seria responsável pela má gestão em algumas empresas, como os Correios. "Não vou arrebentar empresas públicas importantes como os Correios", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.